fbpx

oobras

A eliminação do uso de madeira na construção civil

A eliminação do uso de madeira na construção civil

Há muito tempo, o uso da madeira nas construções civis tem sido um material indispensável, visto que, ao longo dos anos, a extração vegetal de áreas florestais pouco preocupava o ser humano. Porém, nos dias atuais, diversas construtoras e empreiteiras procuram formas de substituir o uso da madeira em suas obras. Surge então, em diversos países, o Steel Frame. Se você não o conhece, trata-se de um método de construção a seco que utiliza o aço galvanizado como elemento estrutural, não havendo a necessidade de utilizar madeira, tijolo ou cimento.

Além de apresentar um grande diferencial para a sua empresa, o método Steel Frame conta com outras inúmeras vantagens, dentre elas:

 

Redução de resíduos

Por tratar-se da utilização do aço neste método tecnológico de construção, as estruturas do Steel Frame podem ser recicladas, tornando este um recurso mais sustentável. Além do mais este método utiliza pouca ou quase nenhuma água, gerando baixíssimos índices de desperdício e descarte de materiais.

 

Ganho de área

Ao comparar as estruturas das paredes internas feitas com o aço do Steel Frame, com os blocos e tijolos, pode-se perceber que tem-se uma menor espessura. À vista disso, construções feitas em aço galvanizado apresentam um ganho de área muito maior do que nas edificações feitas em alvenaria.

 

Obras mais limpas, concluídas em menos tempo

Por estar sendo feito o uso de estruturas que geram menos lixo, imediatamente, esta razão justifica o fato de que o canteiro de obras seja um local mais limpo. Afinal, ao compararmos este método com as estruturas feitas em alvenaria, é notável que, normalmente, os métodos convencionais costumam gerar altos níveis de entulho. Ademais, se a sua empresa está a procura de recursos que possam executar as obras de forma mais rápida, o Steel Frame é uma ótima opção. Isso porque as peças em aço galvanizado já são compradas prontas, dessa forma, basta montar as estruturas e realizar as junções e os ligamentos necessários entre elas.

 

O número de etapas da construção é reduzido

Além dos argumentos citados anteriormente, as obras realizadas com o Steel Frame tornam-se mais rápidas também por apresentarem menores números de etapas para a construção. Por tratar-se de um processo industrializado, os desperdícios são menores, logo, as etapas da obra giram em torno da atividade de montagem. 

Ainda, de acordo com Hylton Olivieri e demais colaboradores, o método Steel Frame conta com outras inúmeras vantagens, dentre elas:

  • A redução do consumo de mão de obra nos canteiros;
  • A partir da utilização do Steel Frame é possível gerar menos resíduos;
  • Por utilizar componentes semi-industrializados e padronizados acoplados a seco, o Steel Frame reduz o consumo de água no canteiros de obras;
  • O método Steel Frame contribui para a redução dos prazos de entrega da obra.

Embora o uso do Steel Frame revele diversas vantagens, há também algumas desvantagens ao adotar a utilização deste método:

 

Limitação de altura

Por ser estruturado em aço galvanizado, o método Steel Frame é muito aplicado por construtores de países propensos a terremotos, visto que, este recurso é mais resistente. No entanto, não é indicado construir edifícios que contenham mais de cinco andares ao utilizar o Steel Frame, pois, apesar de ser resistente, o aço é um material muito leve, logo, é de suma importância que todos os cuidados necessários sejam tomados ao executar um projeto utilizando recursos inusitados.

 

Necessidade de mão de obra especializada

Quando comparado à construções em alvenaria, nota-se que o processo de execução do Steel Frame é bastante diferenciado, sendo assim, para que não haja erros no decorrer da obra que possam resultar no desperdício de recursos, é necessário que a colocação das peças em aço galvanizado seja feita por profissionais habituados com este processo. No entanto, esta mão de obra específica é escassa no Brasil, visto que, o método Steel Frame é uma tecnologia muito inusitada nos territórios brasileiros. 

 

Preconceito cultural

Outra desvantagem bastante influenciável no momento da escolha deste novo método concentra-se no preconceito. Como tudo o que é novo gera certo impacto, com o Steel Frame não poderia ser diferente, ainda mais por estarmos tratando do setor da construção civil. Ademais, por ser um sistema construtivo sustentável e rápido, o Steel Frame é uma inovação muito positiva para os modelos estruturais no Brasil, logo, deve ser compreendido como algo bom e inusitado.

Por tratar-se da utilização do aço no método Steel Frame, várias inconveniências podem ser evitadas nas obras, pois não há custo de manutenção com tratamento contra cupim, não pega umidade e ainda, o aço possui uma resistência muito maior do que a madeira, capaz de enfrentar possíveis ventos fortes, ou qualquer outro fenômeno da natureza. Além do produto apresentar uma vida útil superior a 300 anos, o aço é 100% reciclável, contribuindo com as exigências de sustentabilidade, que busca reduzir o impacto ambiental, enquadrando-se na modernidade social.

Diante do exposto, nota-se que é possível substituir o uso da madeira na construção civil, de forma muito eficaz, pois, com tantas vantagens como a redução de impacto ambiental, a agilidade no processo e a economia, além de destacar empresas no mercado de trabalho, fica difícil duvidar desta tecnologia que chegou para revolucionar! 

REFERÊNCIAS

OLIVIERI, H.; BARBOSA, I. C. A.; ROCHA, A. C. da; GRANJA, A. D.; FONTANINI, P. S. P. A utilização de novos sistemas construtivos para a redução no uso de insumos nos canteiros de obras: Light Steel Framing. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, n. 4, p. 45-60, out./dez. 2017. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/ac/v17n4/1678-8621-ac-17-04-0045.pdf> Acesso em: 14 jul. 2020.

PEDROSO, Sharon Passini; FRANCO, Guilherme Augusto; BASSO, Guilherme Luiz; BOMBONATO, Fabiele Aparecida. Steel Frame na Construção Civil. In: ENCONTRO CIENTÍFICO CULTURAL INTERINSTITUCIONAL, 12., 2014, [S.I.]. Anais […] . [S.I.]: Brase, 2014. p. 1-14. Disponível em: https://www.fag.edu.br/upload/ecci/anais/559532ca64bc5.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

RODRIGUES, Dimas. Fim do uso da madeira na construção está próximo. Jornal A Semana, [S. l.], 4 ago. 2017. Disponível em: <https://asemananews.com.br/2017/08/04/fim-do-uso-da-madeira-na-construcao-esta-proximo/.> Acesso em: 14 jul. 2020.

Gestão de equipes externas

Siga nossas redes sociais