fbpx

oobras

Mercado imobiliário se mantém aquecido em meio à pandemia

O ano de 2020 causou arrepios em diversas pessoas e também nos comerciantes e empresários. Por conta da pandemia do covid-19 uma vasta área do mercado de trabalho teve que fechar as suas portas, acarretando na queda da economia mundial.

 

Diante disso, ao tratar-se de um cenário econômico, é notável que, este, impacta diretamente nas empresas e organizações. Em consequência disso, várias indústrias abandonaram o mercado ou foram extremamente afetadas, mas isso não aconteceu com o mercado imobiliário.

 

Como o mercado imobiliário reagiu à pandemia causada pelo covid-19? 

 

Ainda que 2020 tenha apresentado um cenário crítico por conta da crise causada pelo coronavírus, o mercado imobiliário, desde o início do ano, manteve-se confiante com o seu negócio. 

 

Mesmo que a economia tenha sofrido desagravos com o período de março até os dias de hoje, vários brasileiros ainda desejam realizar o sonho da casa própria e, muitos deles, quiseram fazê-lo este ano.

 

De acordo com o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do DF (Ademi-DF), Eduardo Aroeira, apesar do cenário crítico de 2020, a busca por imóveis continua crescendo na capital.

 

O presidente Eduardo Aroeira cita ainda que alguns fatores contribuíram para que o mercado imobiliário se mantivesse estável, como a baixa inflação, juros baixos dos bancos e, ainda, as várias opções de financiamento disponíveis favorecem o mercado, que se encontra entre um dos poucos ramos que ainda não sofreu os impactos causados pela quarentena, com o isolamento social.

 

Além disso, de acordo com Eduardo Aroeira, no Distrito Federal e na maioria dos estados do país, o setor da construção civil foi liberado para continuar atuando nos seus serviços, principalmente por manter muitos empregos. Ademais, a economia precisa, indubitavelmente, manter-se o mais estável possível durante a pandemia.

Ao tratar acerca dos números, o aumento no mercado imobiliário é notável. Em setembro de 2020 foram 5.147 unidades de empreendimentos negociados, acarretando em uma alta de 19,2% em relação a setembro de 2019. Por conseguinte, o presidente da Ademi-DF destaca ainda que, na construção civil, o trabalho é exercido ao ar livre e o perfil dos colaboradores é distinto dos demais. 

 

De acordo com o Seconci (Serviço Social da Indústria da Construção Civil do DF), acima dos 65 anos na construção civil, tem-se menos de 4% de trabalhadores, que podem ser mandados para casa de férias ou afastados por fazerem parte do grupo de risco. Sendo assim, é favorável que o setor continue com as suas atividades.

 

Quais as expectativas para o mercado imobiliário no período pós pandêmico?

 

O cenário da pandemia trouxe vários desafios, principalmente para as empresas mais tradicionais, que mantinham o atendimento voltado para a interação pessoal com os clientes. Nesse sentido, com o distanciamento social foi preciso ampliar as opções e investir em novas tecnologias.

 

O mercado imobiliário também traz boas notícias para a economia do mundo todo, visto que, especialistas acreditam que é com este setor que a economia pode voltar a crescer no cenário pós pandemia. Além do mais, este ramo apresentou ainda a recuperação de crises que aconteceram nos últimos anos.

 

Ainda que o mercado imobiliário permaneça estável, é preciso se adaptar a novas possibilidades para que seja possível realizar todas as atividades de uma rotina normal da área. Segue abaixo algumas opções.

 

Vendas on-line

 

As vendas on-line já acontecem há muitos anos e o sucesso é absoluto. No cenário atual, como não há interação social, essa opção se faz viável para os mais diversos ramos, dentre eles o mercado imobiliário. Sendo assim, pode-se utilizar a internet para negociar vendas, gerar leads e prospectar clientes.

 

O mercado de trabalho encontra-se muito evoluído no quesito tecnologia, por conta disso, o consumidor dará preferência às empresas que têm uma plataforma digital, pois apresentam maior agilidade e destreza na solução de possíveis problemas. Além do mais, as vendas on-line permitem o atendimento virtual, tornando ainda mais prática a negociação.

 

Lançamentos virtuais

 

Grandes empresas, como a Apple, optaram por realizar os seus lançamentos de forma virtual, devido às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) contrárias à aglomeração de pessoas. No mercado imobiliário, cerca de 79% das empresas resolveram adiar os lançamentos, de acordo com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC)

 

Porém, há uma maneira de não prorrogar mais esses lançamentos. Através dos lançamentos virtuais, os clientes do seu negócio podem visitar o seu site de modo on-line, sem aglomeração e de forma muito mais moderna. Uma alternativa é fazer com que os clientes visitem projetos decorados com vídeos e fotos de qualidade e, ainda, com o recurso 360º para a visualização dos imóveis.

 

Use as tecnologias a seu favor

 

Cada vez mais, o uso de tecnologias tem ganhado a atenção de empresários como forma inteligente para atrair clientes. Quando bem aplicadas, as tecnologias costumam trazer retornos positivos para as empresas que investem nessa opção.

 

Para o segmento imobiliário, o uso de tecnologias é muito viável, pois, com ela é possível utilizar a realidade virtual, dispositivos de realidade aumentada, drones e várias outras inovações tecnológicas que representam soluções para diversos problemas enfrentados por gestores.

 

No cenário atual e pós-pandêmico é extremamente necessário que o mercado imobiliário aposte suas fichas no marketing de sua empresa, bem como, em demais formas de ampliar a cartela de opções de seus clientes. Além do mais, para o setor imobiliário, após o período de crise, a aposta no marketing tende a ser cada vez mais forte, visto que, cada vez mais as tecnologias desenvolvidas são voltadas para este segmento.

 

REFERÊNCIAS

BRAZILIENSE, Correio. Mesmo em meio à pandemia, período é bom para a compra da casa própria. 2020. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2020/05/05/interna_cidadesdf,851575/mesmo-em-meio-a-pandemia-periodo-e-bom-para-a-compra-da-casa-propria.shtml. Acesso em: 22 dez. 2020.

CONSTRUÇÕES, Grandes. Mercado imobiliário continua crescendo apesar da crise econômica causada pela pandemia. 2020. Disponível em: http://www.grandesconstrucoes.com.br/Noticias/Exibir/mercado-imobiliario-continua-crescendo-apesar-da-crise-economica-causada-pela-pandemia. Acesso em: 22 dez. 2020.

VISTA. Mercado imobiliário 2020: o que aprendemos com a crise do coronavírus? 2020. Disponível em: https://www.vistasoft.com.br/mercado-imobiliario-2020/. Acesso em: 22 dez. 2020.

 

Gestão de equipes externas

Siga nossas redes sociais